Receba nossa newsletter e fique por

dentro das dicas e novidades da clinica Len   

 

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Ícone

desenvolvido por @onebranding

Rubéola

Sinônimos: Sarampo Alemão, Terceira Doença.

AGENTE ETIOLÓGICO: A Rubéola é uma doença viral benigna causada pelo vírus da rubéola, um Rubivírus da família dos Togavírus.

FAIXA ETÁRIA: Pode acometer todas as faixas etárias. O mais comum, atualmente, é em adultos acima dos 20 anos, que perdem a proteção vacinal.

TRANSMISSÃO: Os vírus da rubéola são transmitidos entre as pessoas através de secreções, como saliva, espirros, tosse e lágrimas. Pode ser transmitida ainda no período de incubação, quando não há sintomas.
 

INCUBAÇÃO: Após o contato, a doença aparece em cerca de 14 
a 21 dias.

QUADRO CLÍNICO: A Rubéola é caracterizada por um exantema (lesões vermelhas pelo corpo, inicialmente na região do tronco e face, que dura cerca de 3 dias), febre (em geral baixa, menos de 
T° 38,5°C), dor ocular, conjuntivite, dor de garganta, dores no corpo, gânglios atrás da orelha. 

IMPORTANTE: O grande problema da rubéola, que é uma doença benigna, é quando ela acomete mulheres grávidas. Neste caso o feto é bastante afetado, podendo apresentar sérios problemas.

EXAMES LABORATORIAIS: Exames de sangue para comprovar processos virais e sorologia específica para rubéola.

TRATAMENTO: Só se utilizam medicamentos sintomáticos. Não há necessidade de antibióticos ou antialérgicos.

VACINA: A rubéola é evitada através da vacinação, extremamente eficaz e segura. As crianças recebem doses com um ano e ao redor dos seis anos de idade. São necessários reforços a cada 10 anos, principalmente em mulheres em idade fértil.