Receba nossa newsletter e fique por

dentro das dicas e novidades da clinica Len   

 

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Ícone

desenvolvido por @onebranding

Diarréia e Vômitos -
Conduta, dieta e medicação

Orientações nos casos de vômitos e/ou diarreia

 

Estas orientações abaixo não substituem a avaliação médica.

  • A maioria dos casos de vômitos e diarreia é auto limitada, necessitando somente de tratamento sintomático.

  • Os medicamentos são prescritos pelo pediatra para o controle dos vômitos (Dramin®, Digesan®, Vonau Flash®), da febre (Alivium®, Novalgina®, Tylenol®), das cólicas (Simeticona) e eventualmente da diarreia (Floratil®, Tiorfan®, Beneflora®). Não medique sem falar com o médico antes.

  • Após medicar para os vômitos, conforme prescrição médica, aguarde 30 a 60 minutos para reiniciar a alimentação e hidratação. Isto é importante para que o medicamento faça efeito.

  • É muito importante que a alimentação e os líquidos sejam dados em pequenas quantidades por vez: líquidos hidratantes (Pedialyte, água, água de coco, chá, Gatorade) de 20 em 20 ml, a cada 10 minutos, aumentando gradativamente a quantidade por vez.

  • Ofereça alimentos leves, conforme a faixa etária. Polvilho, bolachas salgadas (tipo “água” ou “água e sal”), maçã, pera e batata amassada são exemplos de alimentos que podem ser dados no início da realimentação.

  • Caso haja vômitos, mesmo após a medicação, aguarde 15 a 30 minutos, tente reidratar e realimentar (aos poucos) novamente.

  • Evite alimentos industrializados, doces, frituras, chocolates, balas, refrigerantes e salgadinhos de pacote durante todo o período de diarreia.

  • Após os vômitos terem cessado, a alimentação normal pode ser reintroduzida, evitando os alimentos citados acima. Ofereça sopas leves, canja, purê de batata e/ou mandioquinha, peito de frango grelhado ou cozido, arroz com caldo de feijão, macarrão, legumes amassados.

  • O leite, de um modo geral, deve ser evitado. As crianças mamam/tomam sempre quantidades grandes, o que piora os vômitos. Mas cada caso é avaliado individualmente, de acordo com a faixa etária. Leites com baixa lactose (Ninho Baixa Lactose®) ou leites sem lactose os são mais recomendados nos casos em que a diarreia está persistente.

  • Procure fazer a higiene íntima após as evacuações de forma delicada, evitando lenços umedecidos (se houver assaduras). Lave a região com água e sabão neutro, seque delicadamente sem friccionar a pele. Higienize muito bem as suas mãos antes e após as trocas, usando, após a lavagem, álcool gel nas mãos.

  • Evite contato com outras crianças (berçários, escolas, festinhas e brinquedotecas) até melhora completa do quadro de vômitos, febre e diarreia.